Nosso blog

Nossos conteúdos são criados com muito carinho pensando sempre em compartilhar conhecimento e gerar valor em nosso ecosistema de inovação.

o que são okrs?

O que são OKRs e como podem mudar a sua vida

Eu vou começar este texto com uma frase bem impactante extraída de Alice no País das Maravilhas:

“Se você não sabe para onde quer ir, qualquer estrada serve” Lewis Carroll

Essa frase incomoda muito, porque é uma verdade que ignoramos em diversos momentos em nossas vidas. Pode ser aquela meta de início do ano em que prometemos que vamos ler 12 livros até dezembro ou a promessa de uma vida mais saudável.

Se definir objetivos pessoais é uma tarefa árdua, que exige muita reflexão e auto conhecimento, muito mais difícil é cumpri-los e monitorá-los ao longo do tempo. Na mundo dos negócios não é nada diferente, o problema é que aqui o impacto será direto no sucesso da empresa e nos resultados o que, geralmente, custa muito caro.

“Não espere pelo epitáfio” Mario Sergio Cortella

Não vamos esperar que algo extraordinário aconteça organicamente e que nossos objetivos irão aparecer na tela do celular e os resultados acontecerão automaticamente. Isso não vai acontecer, é preciso parar e repensar a forma como cuidamos do nosso trabalho e por isso trazemos aqui uma forma muito simples e eficiente para criar e administrar objetivos, os OKRs! Lembre-se, deixar para depois, provavelmente será muito tarde, é preciso começar agora, vamos lá?

O que são os OKRs

Os OKRs, Objectives and Key-Results (objetivos e resultados-chave), foram criados por Andy Grove na década de 1970 quando trabalhava na Intel e, desde então, tem tido um papel fundamental na gestão de empresas como Google, Adobe, Intuit e outros grandes players de tecnologia.

Os OKRs nada mais são que declarações periódicas de objetivos para os quais a empresa propõem se dedicar, com resultados específicos e mensuráveis que os sustentam. Ou seja, o que e como.

O segredo por trás do sucesso dos OKRs é a simplicidade da construção dos objetivos e a extrema leveza que trazem para a gestão da empresa.

Veja só a simplicidade do modelo de OKR conhecido como John Doerr’s Deck:

Os OKRs possuem, como John Doerr estabelece, 4 superpoderes: Foco, alinhamento, acompanhamento e esforço. Cada um desses superpoderes, quando executados de forma clara e natural, transformam incrivelmente os resultados de uma empresa ou equipe.

1. Foco e compromisso com as prioridades

Quando estamos motivados com um novo empreedimento ou projeto queremos entregar todas as grandes ideias que vem em nossa mente, mas é importante focar no que mais importa para a estratégia da empresa. Assim, uma boa dica é escolher 3 objetivos que nortearão o exercício (tempo) definido. Com mais foco e organização, a equipe saberá rapidamente identificar quando está se afastando do objetivo almejado e, consequentemente, será rápido e barato corrigir a rota. E para cada objetivo, no máximo 5 resultados-chave que tenham uma métrica bem definida, por exemplo: Obter 10 novos clientes pagantes.

2. Alinhamento e trabalho em equipe

Uma equipe engajada com a estratégia não precisa de constante motivação. Esse é um aprendizado muito importante para quem é responsável por um time ou uma empresa. Por isso, que os OKRs devem ser definidos com apoio de quem vai entregar os resultados. Portanto, dedique, pelo menos, 50% dos resultados chave escritos em conjunto com seu time. Isso aumentará o engajamento, a eficiência da entrega e o sentimento de dono do negócio. Com certeza, os colaboradores de sua equipe perceberão o valor que existe por trás da participação na estratégia.

3. Acompanhamento

Se você fez parte de uma grande corporação provavelmente deve ter trabalhado com análises de resultado anuais. O problema disso é que muitas vezes você irá descobrir que no ano decorrido, ajustes do caminho deveriam ter sido realizados e recursos poderiam ter sido melhor utilizados para obter determinados resultados almejados. Um ano pode ser muito para uma empresa ou projeto, por isso que uma boa freqüência de revisão dos objetivos é fundamental. A recomendação com os OKRs é que sejam revistos, sempre alinhados com a equipe, a cada trimestre. Um OKR pode ser atualizado ou até mesmo encerrado de acordo com o momento da revisão. Em 2020, empresas que tinham um plano anual rigorosamente escrito na pedra e não possuíam o hábito da revisão em menores períodos, tiveram um custo muito alto para se readaptar e, infelizmente, algumas não resistiram à pandemia do COVID-19.

4. Esforço pelo surpreendente

Definir objetivos surpreendentes e desafiadores é o que permitirá que a empresa ou projeto sejam competitivos e tenham resultados de alto valor e impacto. Ao atingir 100% um objetivo em um trimestre, é preciso se perguntar, será que a meta não estava subdimensionada? Talvez a equipe pudesse ter atingido 20 clientes em vez de apenas 10 se tivéssemos sido mais audaciosos… é muito difícil dizer o quão é ambicioso e surreal um objetivo, mas não devemos nos apegar a metas de vaidade e buscar resultados que tragam cada vez mais valor ao trabalho.

Dica de leitura

Se você deseja aprofundar seu conhecimento e conhecer a história de empresas que cresceram exponencialmente com OKRs, recomendo a leitura do livro “Avalie o que Importa: Como o Google, Bono Vox e a Fundação Gates sacudiram o mundo com os OKRs” de John Doerr.

Gostou deste conteúdo? Acompanhe a Ockpay no FacebookInstagram e Linkedin para estar sempre conectado com o mundo das vendas digitais.